quinta-feira, 22 de abril de 2010

Aguente mais um pouco...

Tem dias que eu aguento tudo bem, outros dias nada bem...
Hoje eu não aguentei a carga, o fardo, simplesmente fiquei nervosa e fraquejei. Queria saber como me tornar uma pessoa mais forte. Há dias em que eu fico muito sensível, chorando por qualquer coisa. Talvez eu só esteja um pouco cansada, estressada, fico muito preocupada com tudo, todas as coisas que acontecem ao meu redor, todas essas coisa ruins que acontecem...
Acho que deveria logo definir minhas prioridades... mas é algo que muda, não é algo fixo, muda conforme a situação, conforme os rumos que a vida nos leva, ou que levamos a vida.
Crises existenciais... "eu sou um lixo. Por que não me jogam fora?"
- Queria desenhar, fazer dobraduras, tirar nota A mesmo trabalhando o dia inteiro como você...
"Mas eu penso que poderia me esforçar mais..."
E também que... para que serve esse talento todo para desenhar se no final eu não consigo investir nele?! Essa coisa chamada talento, dom, ela só me traz gastos, prejuízos, nem como terapia ocupacional eu posso usá-la... é algo que me deixa doente... porque não conseguimos viver sem essa droga de papel impresso e pedaços de metais circulares... esse sistema capitalista... Como eu poderia viver, pagar as contas, comprar mais materiais com isso? Como eu poderia sobreviver sem um emprego decente? Eu não queria estar dependendo deles para sempre, pois eu sei que um dia terei que me virar. Terei que aguentar cada dia que passa, superando esses problemas...

Enquanto isso... "O mais importante" é deixado de lado...
Queria fazer algo mais caprichado, algo com uma cara de mangá profissional... mas para isso... o tempo e a paciência são primordiais junto com outras qualidades indispensáveis: determinação e disciplina.
Precisava de mais tempo para aprender anatomia feminina e masculina... ter e achar algumas fotos de referência para não esquecer os pequenos detalhes: dobras de roupas, fios de cabelo, argola de colares, folhas de árvores, dobradiças de janelas, trinco das calçadas, a sujeira do envelhecimento das paredes dos prédios, as riscas dos troncos de árvore, petálas de flores, cabelos ondulados, ataduras mal-feitas...
Nas primeiras páginas: chuva, pessoas com guarda-chuva, alguém com a cabeça abaixada, a água deslizando pela sua face tristonha, um trovão e seu barulho estarrecedor, um funeral acontecendo em um cemitério não tão cheio, duas pessoas se destacando ao fundo a observar aquela triste figura que acaba de perder o pai, um parente próximo se aproxima oferecendo todo apoio que lhe é possível oferecer... "Afinal a vida continua para mim, ainda continua..."
Achar as imagens certas para desenhar cada quadro, realmente, consome um bocado de tempo e... haja paciência! Ainda não achei nada que se acertasse e acabei rascunhando as mesmas coisas... Acho que ainda não evolui grande coisa como achava ter evoluído...
Quando será que terei tempo disponível?
Trabalho e os estudos são "o mais importante" por ora... agora...
(17 de março de 2010)

Um comentário:

  1. concordo que seja muito ruim ter que deixar algumas coisas de lado por pura falta de tempo! é muito ruim mesmo!!! =(
    mas sempre repito pra mim: sempre há tempo para tudo! aproveite o momento que está na faculdade, curta este momento! aproveite o máximo possível! (se o curso é chato, desfrute as amizades pelo menos)

    bom final de semana! e não desanime!!! ^^

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar. Críticas, dúvidas, ou sugestões são muito bem-vindos!

AVISOS:
Os comentários são moderados pela autora do blog. Se não houver nenhum problema, serão postados e respondidos na medida do possível.

NÃO ESTOU MAIS ACEITANDO COMENTÁRIOS EM ANÔNIMO!
POR FAVOR, DEIXE PELO MENOS UM NOME NO FINAL DO COMENTÁRIO!

Caso tenha interesse em adquirir algum dos meus TRABALHOS EM BISCUIT e/ou DESENHOS mande email para marisolmaryline@gmail.com. Responderei na medida do possível.

Muitíssimo obrigada pela visita e volte quando quiser! =^.^=